Luminaris

Este curta em stop-motion e embalado por um tradicional tango argentino, como haveria de ser, cria um universo onde a luz é o que importa. Os realizadores dizem ter levado dois anos para a conclusão deste trabalho; e assistindo entendemos o motivo.

A Noviça Rebelde


Méliès + Air

O classicaço "Viagem à Lua" (1902), do genial Méliès, em uma versão colorizada e com trilha sonora do duo francês Air


Mc Da Vinci






















Monalisaaaa! É nóis! Tipo Gioconda, tipo, tipo, tipo Giocondaaa!

Malvados e a exclusão digital









clique na imagem pra ampliar


por André Dahmer 

Refresco para os comunistas

Acho que o Orlando Silva e a galera do Pc do B tão precisando de um desses geladinhos pra esfriarem a cabeça em meio a tanto fogo cruzado.






















Via 9gag

Milton Santos e o Globaritarismo

O mundo global visto do lado de cá, documentário do cineasta brasileiro Sílvio Tendler, discute os problemas da globalização sob a perspectiva das periferias (seja o terceiro mundo, seja comunidades carentes). O filme é conduzido por uma entrevista com o geógrafo e intelectual baiano Milton Santos, gravada quatro meses antes de sua morte.
O cineasta conheceu Milton Santos em 1995, e desde então tinha planos para filmar o geógrafo. Os anos foram passando e, somente em 2001, Tendler realizou o que seria a última entrevista de Milton (que viria a morrer cinco meses depois). Baseado nesse primeiro ponto de partida o documentário procura explicar, ou até mesmo elucidar, essa tal Globalização da qual tanto ouvimos falar.
O documentário percorre algumas trilhas desses caminhos apontados por Milton, vemos movimentos na Bolívia, na França, México e chegamos ao Brasil, na periferia de Brasília. Em Ceilândia, a câmera nos mostra pessoas dispostas a mudar as manchetes dos jornais que só falam da comunidade para retratar a violência local. Adirley Queiroz, ex-jogador de futebol, hoje cineasta, estudou os textos de Milton e procura novos caminhos para fugir do 'sistema' ou do Globaritarismo -- termo criado por Milton Santos para designar a nova ordem mundial.

100 anos de Nelson Cavaquinho

Muito bacana essa homenagem que o Catraca Livre fez para o grande poeta mestre  do samba Nelson Cavaquinho, que completaria 100 anos no dia 29 de outubro. Seria isso um jornalismo em quadrinhos?




Veja também abaixo o documentário de Leon Hirszman sobre o mestre, filmado em 1969

Clube da Esquina em HQ

O Clube da Esquina virou gibi. O grupo formado em Minas Gerais por Milton NascimentoLô BorgesFlávio VenturiniWagner Tiso,Beto GuedesFernando BrantToninho Horta tem sua trajetória contada pelos próprios músicos, traduzida visualmente por Laudo Ferreira (roteiro e a arte) e Omar Viñole (cores).















Dá pra ler aqui

Miles Davis Live in Stocolmo (1967)

O gênio e uma de suas melhores bandas (Wayne Shorter, Herbie Hancock, Ron Carter, Tony Williams) oferecem o mais puro creme do milho do jazz.



Set:
Agitation (Miles Davis, a partir 'E.S.P', Nov. 65)
Footprints (Wayne Shorter, a partir de 'SMILES MILES', Jan '67)
''Round Midnight (Thelonious Monk, Cootie Williams, de' ROUND MIDNIGHT SOBRE, 18 Mar '57)
Gingerbread Boy (Jimmy Heath, de 'MILES SMILES')
The Theme (de 'WORKIN, setembro 59, gravado em 56)

Skin O' My Teeth

Trate os dentes com o Megadeth



































Pior que é verdade, existe mesmo esse consultório

Responsabilidade Ambiental










Clique na imagem para ampliar


No Vida e Obra de Mim Mesmo

(R)evolução líbia
















Charge de Carlos Latuff

O amor nos tempos da web











1.0

Ele a curtia todos os dias
quando visualizava seu perfil
acompanhava atentamente as postagens,
vídeos, álbuns de fotos,
mudanças de avatar
e deixava comentários espertos

Começaram a conversar
primeiro pelo chat, google talk,
depois pelo skype
horas e horas teclando confidências
viram a casa de um e do outro pelo street view
Marcaram um encontro
num lugar localizado pelo google maps

2.0

E então ficaram de repente
sem conexão
ela se sentiu como um modem desplugado
ele não lhe dava mais atenção...

Ela esperava ele aparecer, olhando da janela aberta
do MSN
mas ele sempre estava ocupado ou ausente
tantas mensagens offline não respondidas
quantas frases poéticas, versos de música, Ctrl C+Ctrl V

Beijusss, Bjos, Bjs, S2, reticências...
sorrisinhos de pontuação :) e carinhas amarelas sem expressão
era difícil encontrar um emoticon
que representasse o sentimento à altura
da espera, da angústia, da resposta, solidão
Nem as cutucadas e estocadas de carinhos, tuitadas melancólicas,
retuítes de sentimentos alheios mas tão seus
Depoimentos, DM's, declarações diárias subliminares no fotolog
Onde estava o amor? O quê era o amor?

3.0

Ela procurou no google
pois nem o yahoo tinha muitas respostas
E entre o wikipedia, os blogs e o tradutor
inúmeras definições:
"[Do lat. amore.] S. m. 1. Sentimento que predispõe alguém a desejar o bem de outrem, ou de alguma coisa: amor ao próximo; amor ao patrimônio..."

 "Amor é quando alguém te magoa, e você, mesmo muito magoado, não grita, ... "Amor é como uma velhinha e um velhinho que ainda são muito amigos..."

o amor é paciente
o amor é benigno
o amor é filme
o amor é contagioso
o amor é assim
o amor é outra coisa 

Gostou mais dessa que viu no Citador: 

"Amor é fogo que arde sem se ver, 
é ferida que dói, e não se sente; 
é um contentamento descontente, 
é dor que desatina sem doer."

Era de um tal de Camões.
E mesmo sem muito entender 
curtiu e compartilhou.
"Será que cabe em 140 caracteres?", ela logo pensou.

Poema do Beat


















À Líbia, à Londres e às demais insurreições populares ao redor do mundo:



Para quê viver, senão,

para morrer de amores,

derrubar ditadores

e triunfar sobre as dores

desse mundo dilacerado?


Para quê respirar, senão,

para poder revidar

em dobro

os pontapés e socos

desses intermináveis enquadros?


Para quê existir então, senão,

e tão somente,

pela própria

Transgressão?

Jefferson Alves

Para um infante que viaja solo

So where have you been my blue-eyed son?

Sobre o Atlântico jogando Nintendo?
Te arrumei um lugar à melhor janela
Bom camarote pro apocalipse da grana
Claro, você pode trocar os Piratas do Caribe
Pela Ilha do Tesouro ou pelas tiras do Calvin
Pode pensar nos cabelos da tua nova irmã esquimó
Ou estender as longas pernas do teu pequeno corpo
Enquanto assiste do avião impérios pegarem fogo

 
But where have you been my blue-eyed son?

 
Você disse não ter medo de voar entre estranhos
Você disse que o pior a acontecer é se entediar
E perguntou: o que eu acho que a tua irmã pensa?
E perguntou: todas as perguntas têm respostas?
A Europa será pequena demais pro teu futebol?
Quem joga no céu sempre tem sete vidas?
Na costa do Atlântico piratas tocam o terror
Você pode tudo, já eu só posso imaginar

 
Where have you been my blue-eyed son

 
Quando você voltar, aguarde, te ensino
Duas ou três coisas que eu sei sobre o ar


Ronaldo Bressane

Mangue mangue mangue !

Uma pequena pérola. Esse doc mostra um pouco do nascimento e trajetória do manguebeat, em especial de Chico Science.

O Mundo é uma Cabeça (2005) foi realizado por Cláudio Barroso e Bidu Queiroz, passando apenas em festivais pelo país.

A rapaziada toda do movimento tá aí: Nação, Mundo Livre, Otto, Siba, Mestre Salustiano... Pena que o filme é muito curto, merecia um doc com pelo menos umas 3 horas de duração.


Os Mutantes no Jardim Elétrico de SP

Rita Lee, Arnaldo Baptista, Sérgio Dias, Os Mutantes, a melhor banda de rock brasileiro de todos os tempos, dando um rolê psicodélico pelas ruas de São Paulo, no auge da glória, loucura, lucidez e beleza.

video

Diretor Antonio Carlos da Fontoura
Ano 1970
Duração 7 min

Músico cria guitarra de 27 cordas

O músico norte-americano Keith Medley é um mestre na fabricação de guitarras e violões. Ele passou a maior parte de sua vida criando instrumentos para outros artistas, mas sua melhor invenção foi feita para si próprio: uma guitarra com 27 cordas.
Para Keith, o mais difícil não foi fazê-la, mas conseguir tocá-la. Foram dois anos de treino.

O músico explica que precisava criá-la, pois a música que ele escuta em sua cabeça "é mais do que pode ser tocado em apenas 6 cordas". E ele não está satisfeito. Já está fabricando uma guitarra com 34 cordas.

O mais impressionante é que Keith Medley não foi o cara que criou a guitarra com mais cordas na face da Terra. Em 1984, Linda Manzer e Pat Metheny desenharam e criaram uma guitarra com 42 cordas, batizada de Pikasso. Dá uma olhada no vídeo


Showbiz

O cara faz cartoon com os velhos cliparts do Word!


Clique na imagem para ampliar

Achei aqui: Gran Clipart